Author Archives: Diga Não à Leishmaniose

Série Raças – Pit Bull

PHOTO-2021-07-15-15-39-25

O Pitbull é uma raça de cachorro que se devidamente treinada, pode ser um animal de estimação leal e amoroso. Infelizmente, a maneira como muitos falam sobre a raça contribuiu para um mal-entendido. Então, quebre seus preconceitos a partir de agora! O pitbull não é perigoso, muito menos ruim.

A verdade é que algumas raças têm certas características comportamentais que podem trazer temperamentos fortes. No entanto, é a maneira como cada cão é criado que é fundamental para o modo como ele interage com o mundo.

Descubra todas as características do Pitbull e conheça a fundo sobre essa raça tão polêmica!

História

A história do Pitbull começou na Inglaterra, Irlanda e Escócia no século XIX. Lá, Buldogues e Terriers foram cruzados com o objetivo de combinar as características de ambos. Cães atléticos surgiram com a ferocidade dos Terriers e a força dos Buldogues.

Eles foram usados com sucesso em brigas de cães e outros animais. Esses cães também guiavam o gado e eram cães da família. Depois que a briga de cães foi oficialmente proibida no início do século 19, muitos desses cães chegaram aos Estados Unidos.

Os Pitbulls ganharam uma grande reputação na sociedade americana. Na Primeira Guerra Mundial, a coragem dos pitbulls estimulou o poder de combate das tropas americanas e até celebridades como o presidente dos EUA, Theodore Roosevelt, apareceram com o Pitbull.

Assim, em 1898, foi fundado o United Kennel Club (UKC), que registrou esses cães no mesmo ano como uma raça de cães com o nome American Pit Bull Terrier.

Em 1909, foi fundada a Associação Americana de Criadores de Cães, que também registrou o American Pit Bull Terrier. Em 1936 o American Kennel Club (AKC) decidiu pelo nome Staffordshire Terrier, que mais tarde foi alterado para American Staffordshire Terrier para evitar confusão com o inglês Staffordshire Bull Terrier.

Nem todos os donos de pit bull queriam se registrar no AKC. Dessa maneira, surgiram duas raças, que com o tempo se tornaram cada vez mais separadas.

Ao contrário do American Staffordshire Terrier, o American Pit Bull Terrier ainda não é reconhecido como uma raça pela Fédération Cynologique Internationale (FCI).

Características

O Pitbull é um cachorro de porte médio, forte e extremamente musculoso. A expectativa de vida de um cão assim pode ser de 12 a 13 anos. Ele pode atingir uma altura de até 53 centímetros e um peso
corporal de até 30 kg, e os machos são significativamente mais pesados e maiores.

Quase todas as opções de cores estão incluídas no padrão da raça Pitbull, com exceção de Merle, (uma espécie de cinza azulado) e albino, incluídas no padrão da raça e as principais cores são bege e branco, cinza e branco.

O focinho pode ser de qualquer cor, mais frequentemente preto e vermelho: o clássico Pitbull Red Nose.

· Nome original American Pit Bull Terrier

· País de origem Estados Unidos

· Cor Preto, Branco, Tigrado, Fulvo, Tan, Azul, Cinzento, Marrom, Vermelho

· Expectativa de vida 12 a 14 anos

· Pelo Pelagem Curta

Sobre o seu temperamento

É aqui que entra em jogo a controvérsia sobre genética, criação e comportamento. A raça ainda é estigmatizada por vários ataques, mas é relatada como sendo muito mansa e familiar. Isso nos leva à conclusão de que o que realmente comanda é o amor.

Quando filhotes os pitbulls devem ser criados com amor e respeito. Assim, por respeito, entendemos que é bom manter seu lugar e não se envolver em momentos em que o cão come para evitar acidentes causados por mero instinto (o que pode acontecer a qualquer animal de estimação!).

Ao contrário de sua reputação como um cão de combate perigoso, o Pitbull é um cão de companhia leal e afetuoso. Então com a educação certa, ele não mostra agressão contra as pessoas. Devido à sua natureza divertida e de boa índole, mesmo na idade adulta, ele é um cão ideal para a família.

Também é adequado como companheiro de brincadeira para crianças. Devido ao seu forte instinto protetor, ele também é um cão de guarda talentoso.

Devido à sua pronunciada autoconfiança, o pitbull geralmente se sente superior. É por isso que você deve socializá- lo consistentemente. Embora o Pitbull seja forte, seu caráter é gentil e sensível.

O Pitbull com crianças, estranhos e outros animais

Pode parecer mentira, mas o Pitbull pode se dar muito bem com crianças e até se tornar amigos inseparáveis. Esse tipo de atitude de muita amizade e proteção muitas vezes pode levar ao ciúme. O pitbull é leal à sua família, mas com estranhos e outros animais de médio e pequeno porte pode se tornar extremamente defensivo.

Existem mais curiosidades sobre a raça, se você quiser ler a matéria completa, entre no nosso site www.diganaoaleishmaniose.com.br

Até a próxima!!

Fonte: Royal Pets

@diganaoaleishmaniose @marlipress

Tagged , , , , , , , ,

Série Raças – Shih Tzu

PHOTO-2021-07-01-16-39-06
O olhar dócil, o focinho achatado e o longo pêlo sedoso, típicos do shih tzu, são irresistíveis e conquistam fãs há séculos!

A história

As informações mais antigas sobre o shih tzu remetem a documentos, pinturas e objetos de arte datados de 624 a.C. Há duas principais teorias sobre suas origens. Uma delas afirma que seus ancestrais foram um presente provavelmente comprado no império bizantino e dado pelo rei, para a corte chinesa. Outra defende que ela descende de cachorros vindos do Tibet. De qualquer forma, foi na China que o shih tzu, como conhecemos hoje, foi desenvolvido.

Durante a maior parte da Dinastia Ming, que governou a China entre 1368 e 1644, esse cachorro foi adotado como animal doméstico e era muito querido pela família real. Com a Revolução Comunista no país, a raça quase foi extinta. Hoje, todos os shih tzus descendem de 14 cachorros (sete machos e sete fêmeas). Alguns deles foram importados para a Inglaterra, onde a sua criação começou em 1930. Lá, a raça foi inicialmente categorizada como lhasa apso, mas depois o Kennel Club inglês separou o lhasa apso do shih tzu em duas raças distintas.

Origem do shih tzu: China
Peso médio do shih tzu: 4-7 kg
Altura média do shih tzu: 20-28 cm
Expectativa de vida do shih tzu: 10-16 anos
Cores da raça
Os filhotes de shih tzu nascem com a pelagem escura, que vai clareando à medida que eles crescem. No quesito cores, é uma raça bem democrática e não há um padrão definido: todas as combinações são aceitas! Preto, cinza, marrom, vermelho, prata, branco e malhado são as tonalidades mais frequentes.

Temperamento e comportamento
Charmoso, o shih tzu traz alegria e diversão para a casa. Está sempre disposto a brincar ou a ficar no colo – o importante é estar por perto da família! É um cachorro que costuma latir para as novidades, o que faz dele um verdadeiro cão de alerta. O adestramento pode ajudar a diminuir a frequência dos latidos.

Ele se dá bem com todo mundo, o que inclui outros animais, pessoas estranhas e crianças. A socialização desde filhote é muito benéfica não somente para ele, mas também para qualquer cachorro. Em se tratando de crianças muito pequenas, é preciso tomar cuidado para que elas não machuque os olhos do shih tzu, ainda mais se o cachorro for um filhote

Como o pelo da raça shih tzu é longo, a escovação deve ser diária para evitar nós e reduzir o acúmulo de sujeira. O alto nível de manutenção dos pelos exigido pela raça faz com que muitos tutores optem pela tosa. Para quem prefere manter a pelagem longa, a tosa higiênica é uma opção que ajuda a mantê-lo limpo por mais tempo.

Saúde

O shih tzu é saudável e não tem grandes problemas de saúde. Nesse aspecto, os principais destaques são a tendência à coprofagia (quando o cachorro come o próprio cocô ou de outros cachorros) e o focinho “amassado”. Como outras raças de cachorro, pode sofrer alguns problemas de saúde. Confira os principais:

Focinho achatado: assim como o buldogue francês e o inglês, o pug e outros, o shih tzu faz parte do grupo de cachorros que tem focinho achatado síndrome braquicefálica Isso dificulta a respiração e o deixa mais sensível ao calor, frio e umidade intensos. Pelo mesmo motivo, ele não pode fazer exercícios físicos muito intensos (como corridas vigorosas).
Comer cocô: o Shih tzu é propenso à coprofagia nome dado ao ato de comer cocô. Os motivos são os mais diversos, mas o problema tem solução.
Dentes: o cuidado com os dentes de um shih tzu não é diferente do que deve com todos os cachorros: o hábito de escovar os dentes os protege do tártaro e de infecções, além de afastar o mau hálito.
Unhas: devem ser cortadas regularmente para evitar que cresçam demais e atrapalhem a locomoção do cachorro.
Olhos
Os olhos proeminentes do shih tzu não devem ter contato com o topete, para evitar irritações. Além disso, a combinação desse aspecto com o focinho curto deixa os olhos expostos. Cuidado com os lugares em que ele vai farejar, para que os olhos não fiquem feridos em quinas ou mesmo em um galho de planta. Mantenha os olhos limpos e seque bem quando fizer a higienização. Até a próxima!!

Fonte – Dog Hero/Petz

Mande sua sugestão e falaremos da raça que você sugerir, no e-mail, diganaoaleishmaniose@gmail.com.

Poste foto do seu cãozinho e marque o instagram @diganaoaleishmaniose em breve faremos uma galeria com direito a brindes. ;)

Tagged , , ,

Série Raças – Biewer Terrier

robinho
Na foto Robin 2 anos

SÉRIE RAÇAS – BIEWER TERRIER

O surgimento do “Biewer Terrier” ocorreu por acaso, quando os criadores de Yorkshire Terrier nos Estados Unidos encontraram um filhote de cachorro com piebaldismo em uma ninhada de cães que criaram em 1984.

Acharam a coloração encantadora e começaram um programa seletivo de criação com o objetivo final de produzir mais terriers filhotes desse tipo. Eles continuaram seus esforços ao longo de vários anos até que eles produzissem cães que eles consideravam ser uma nova raça.

Em 2003 eles introduziram o Biewer nos Estados Unidos e, assim, eles foram um sucesso imediato. Estes cachorros foram originalmente chamados de “Biewer Yorkshire Terriers a la Pom Pom” e eles foram oficialmente reconhecidos pelo gemeiner Club der Hundefreunde Deutschland em 1989, mas o United Kennel Club of America não reconheceu a raça até 2016.

Após testes extensivos realizados na América, os Terrier Biewer são uma raça separada e não apenas Yorkshire Terriers. Como tal, um padrão de raça foi estabelecido nos Estados Unidos e esses cachorros foram chamados de “Biewer Terriers” pela primeira vez.

Hoje, o Biewer e o Yorkshire Terrier são considerados raças únicas por direito próprio, embora esses pequenos terriers encantadores não sejam reconhecidos como uma raça por direito próprio pelo Kennel Club no Reino Unido, mas estão registrados como tal no American Kennel Club.

PORTE
Pequeno

PESO
Fêmeas: 2-4 kg Machos: 2-4 kg

ALTURA NA CERNELHA
Fêmeas: 17-27 cm Machos: 17-27 cm

TEMPERAMENTO
Um cachorro elegante, inteligente, leal, amoroso e cheio de energia. Seus pelos são lisos e compridos e garantem a exuberância ao cão. Ele é um cachorro raro, pois é de raça pura. Além disso, o pet está diretamente ligado ao yorkshire Terrier, inclusive há semelhanças físicas entre os dois. Eles não irão se importar com as mudanças repentinas de espaço, desde que sempre tenham o amor de seus tutores, pois além de alegre e brincalhão, eles são fiéis às suas famílias. Algumas vezes, é preciso ficar atento às suas travessuras, mas nada que uma chamada de atenção não resolva, pois o que ele gosta mesmo é de brincar!!!

Até a próxima!
Marli Pó

Fonte: Petz

@diganaoaleishmaniose

Tagged , , , , , , , , ,

Série Raças – Pugs

tn_MSD 267

Esta semana começaremos uma série de matérias falando sobre as raças. Hoje falaremos do PUG. Desde 2005 eu tenho cães dessa raça e posso dizer que é maravilhosa. Em nossa casa passaram: Grande Otelo, Babi, Akemi, Alegoria, Ozzy e atualmente o Obama, todos eles adotados. Se você está em busca de uma super companhia canina, o pug é uma ótima opção. Carinhoso, adora ficar no colo e passar um tempo com a família. Afinal, a raça da cara amassada é do tipo ansiosa para agradar, aprender e amar e vai sempre querer estar por perto. O pug é altamente recomendado para quem mora em apartamento, especialmente por ser sensível às mudanças de temperatura e não exigir muito espaço para queimar energia. Inteligente e brincalhão, precisa de um dono que seja seu líder e que possa dar comandos firmes. Senão, ele vai tirar vantagem!

Origem: China

Peso: 6-8 kg

Altura: 25-30 cm

Expectativa de vida: 13-15 anos

História

As origens do pug, uma das raças de cachorro mais antigas, remetem à China da dinastia Han, em tempos ainda pré-cristãos. Os cachorros pertenciam aos imperadores e viviam cercados de luxo – com direito a guarda e tudo! Os registros mostram que, na época, havia três tipos de cães de focinho curto criados na China: o Lion dog (hoje, spaniel japonês), o pequinês e o Lo-sze, ou “Foo Dog” – que originou o atual pug. Cães com essa característica também foram encontrados no Tibet e Japão antigos.

Comerciantes holandeses ficaram com o mérito de apresentar essa raça ao mundo: primeiro na própria Holanda, e, em seguida, na Inglaterra, onde também caiu no gosto da monarquia e ganhou o nome Pug. Nos anos de 1800, existiam duas principais linhagens na Inglaterra, sendo uma importada da Hungria e Rússia, conhecida como Willoughby, de pelagem mais escura, corpo magro e pernas alongadas. A outra, nomeada Morrison, era mais clara, com porte robusto e compacto, mais parecida com o pug que conhecemos hoje.

Cores da raça
Somente duas cores de pug são oficialmente reconhecidas: preta e as variações de tonalidade do abricó (do bege claro ao mais escuro). Entretanto, é possível encontrar pugs pratas, brancos, chocolates e mesmo tigrados, além de albinos. As orelhas e o focinho devem ser pretos.

Temperamento do pug
Assim como o buldogue francês, a função original do pug é de cão de companhia. Essa raça de grande personalidade é sociável e fiel: está sempre atrás do dono, mesmo quando não é convidado. Essas características fazem dele um cachorro não apropriado para passar longas horas sozinho, porque pode ter ansiedade de separação.

O pug requer certa paciência durante o adestramento, que tem resultados melhores e mais rápidos se iniciado quando ainda filhote. Eles amam agradar seus tutores e são grandes beijoqueiros: têm o costume de lamber outros animais, sua família, seus objetos e os objetos da casa.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

O pug é muito dócil e isso permite que ele se adapte rapidamente à presença de estranhos. Esse cachorro é feliz e vai trazer muita alegria para a família que adotá-lo. Inteligente e brincalhão, também se dá bem com outros animais, crianças e idosos. Em se tratando de crianças muito pequenas, é preciso algum cuidado: como os olhos e a cauda do pug são sensíveis, um puxão ou toque mais firme podem irritá-lo ou machucá-lo.

O pug late muito?

Não! O pug tem um latido característico, que se assemelha a um ronco, intercalado com grunhidos. Apenas quando ele está se comunicando com alguém, emite um latido mais agudo e longo.

A raça é destruidora?

Pode ser. O padrão da raça é de comportamento estável, mas os filhotes são cheios de energia. Normalmente eles se “acalmam” aos dois anos de idade, mas há casos em que isso não acontece e o pug se mantém cheio de disposição pela vida toda. Ou seja, chinelos, almofadas, móveis, sua mão e roupas são vítimas em potencial. Pugs são comilões e podem considerar alimento objetos como moedas, chinelos, pedras, papel higiênico, o conteúdo da lixeira e o que mais a imaginação permitir. Para evitar contratempos, procure mantê-lo ocupado e treiná-lo desde filhote.

O pug é agitado?

Depende. Os filhotes dessa raça têm bastante disposição e precisam de interação e estímulos. Com o passar do tempo, eles tendem a ficar mais tranquilos, preferindo um colinho, como todo cão de companhia. Ainda assim, atividades diárias são altamente recomendadas: eles adoram caminhar e brincar.

– Dentro de casa: é o lugar ideal para um pug, uma vez que a raça não reage bem às mudanças bruscas de temperatura ou calor ou frio excessivos.

– Dedicação: um pug exige amor e disposição de seu tutor. Ele faz questão da sua companhia e de muito colo!

– Barulho: pelo formato de seu focinho, mais achatado e que causa dificuldade para respirar, o ronco é típico nos pugs.

– Banhos: como o pelo é curto e espaçado, não é necessária uma frequência de banho muito alta. Evite o excesso de banhos e de shampoo, que podem causar dermatites (irritações na pele).

Pelos

Como o pelo da raça pug é curto, não há necessidade de tosa. Por outro lado, os pugs soltam muito pelo, o que demanda escovações semanais.

Unhas

As unhas dessa raça são fortes e crescem rápido. Se você não tem experiência e a ferramenta adequada para mantê-las aparadas, é importante aprender a cortar as unhas do cachorro ou deixar a tarefa para os profissionais qualificados.

Olhos

Mantenha-os limpos com soro fisiológico e seque a região em seguida, para que o líquido não escorra para as dobrinhas. Lesões nos olhos são comuns. Portanto, fique atento se ele coçar muito a região.

Dobrinhas

Devem estar sempre limpas e secas, impedindo que a umidade ou o acúmulo de sujeira gere infecções e dermatites.

Focinho achatado

O pug faz parte do grupo de cachorros que tem focinho achatado (síndrome braquicefálica), assim como o buldogue francês, o buldogue inglês, o shih tzu e outros. Isso dificulta a respiração e o deixa mais sensível ao calor, frio e umidade intensos. Pelo mesmo motivo, ele não pode fazer exercícios físicos muito intensos (como corridas vigorosas).

Ruguinhas

Aquelas dobrinhas fofas no rosto do pug facilitam o surgimento de dermatites (irritações e alergias de pele). Este é um problema comum nessa raça, o qual também pode aparecer em outras partes do corpo. Portanto, mantenha as ruguinhas limpas com soro fisiológico e sempre as seque bem, para impedir infecções e mau cheiro.

Olhos

Os olhos proeminentes (saltados), por serem mais expostos, são suscetíveis ao surgimento de ceratoconjutivite, ou “olho seco”. Fique atento se há vermelhidão na região e se o seu cachorro está esfregando o olho com a pata, a almofada ou a caminha, porque há risco de ele se machucar se isso torna um hábito.

Obesidade

Pugs têm tendência a engordar. Esse aspecto requer atenção porque os quilos a mais podem facilitar o surgimento de problemas respiratórios (ou agravar os já existentes), além de sobrecarregar coluna, articulações e ossos. Por isso, valorize a caminhada diária!

Exercícios diários

Pugs não são preguiçosos, nem sedentários: adoram brincar. Mas mesmo sendo robustos, não são muito “atléticos”. Ou seja: pug precisa passear? Resposta: sim! Então, o recomendado é de 40 minutos de atividades diárias, nos momentos do dia em que a temperatura esteja amena. Caminhadas são sempre bem-vindas e o ideal é que ele ande aproximadamente 8 km por semana: cerca de 1 km por dia.

Valor de venda

Quer saber quanto custa um pug? O preço de um filhote de pug pode variar de R$ 1.200 a R$ 7.000. O valor foi calculado com base no preço dos principais sites de venda do país.

Mas antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! ?

Curiosidade

O apresentador Clodovil Hernandes amava a raça e foi um brasileiro que divulgou muito sobre eles. Fotografou para várias revistas em companhia da sua adorada Castanhola.

clo e pugs

Foto: Wayne Camargo
Fonte: DogHero

Alergia nos pets podem ser causadas por produtos de limpeza.

Nessa época de pandemia, os cuidados com a limpeza da casa aumentaram, e muitas pessoas, às vezes, exageram utilizando de forma errada alguns produtos.

Que os pets não estão livres do risco de alergias, muita gente sabe. Mas quantas pessoas estão cientes de que os produtos de limpeza usados comumente em casa podem ser o motivo de alguns incômodos que os animais sentem?

Apesar de normalmente inofensivos aos humanos e, por isso, serem usados com frequência na limpeza dos ambientes, alguns produtos de limpeza não são indicados para a higienização de áreas em que os pets circulam. Muitas vezes, o animal começa a apresentar sintomas como lesões de pele, vermelhidão, inchaço, falhas na pelagem e coceiras freqüentes – que podem indicar alergias –, e os tutores não se atentam para a possibilidade de que algum produto que está sendo usado na casa esteja desencadeando o quadro.

A alergia pode estar relacionada tanto a cheiros muito fortes quanto pela composição do produto. Há algumas substâncias para evitar ao máximo: ácido bórico, peróxido de sodio, sulfúrico, fosfórico, silicato de sódio, óxido de cálcio, amônia, cloro, hipoclorito de sódio, trietanolamina, hidróxido de sódio e potássio, clorídrico e oxálico, sulfúrico e bissulfeto de sódio.

Como não é tão simples, no dia a dia, saber a composição de cada produto que estamos acostumados a usar, uma solução bem viável é optar por produtos de limpeza pet friendly, que já são encontrados com facilidade em pet shops e até em supermercados com boas sessões de pets. Produtos para limpeza pet normalmente não causam nenhum problema para eles. Outros como Lysoform e outros anti sépticos, também podem ser usados e normalmente não causam alergia. O segredo está na diluição em água na quantidade certa e utilizado sem problemas na limpeza da casa. Além disso, é importante atentar-se à limpeza da cama e dos cobertores dos pets, lavá-los com sabão neutro ou de coco e colocar no sol pelo menos uma vez na semana.

Portanto, se você já identificou no pet alguma dermatite ou mesmo alterações que estejam dando sinais de algo errado com sua saúde – como prostração ou mudança nos hábitos alimentares -, é hora de procurar o veterinário e examinar a fundo as possíveis causas. E na dúvida, opte por colocar os bichinhos em contato somente com produtos aprovados para eles e abrir mão dos alvejantes, desinfetantes e sabões utilizados normalmente. É a melhor maneira de protegê-los de alergias!

Fonte: petblog

@marlipress @diganaoaleishmaniose

Isolamento Social – Veterinário dá dicas importantes de como cuidar dos pets

Tutores e seus pets em isolamento social

Tutores precisam estar atentos a saúde do animal, como parasitas, mesmo dentro de casa

A continuação do isolamento social em muitos estados brasileiros impacta diretamente na vida das pessoas e também dos
animais, que seguem sendo a companhia de muita gente nesse período. No entanto, o que pouca gente sabe é que alguns cuidados, como a utilização de antiparasitários, devem continuar sendo realizados com os cães e gatos. De acordo com Ahmed A. Álvarez, médico-veterinário e gerente de produto pet da MSD Saúde Animal, não é porque eles estão mais em casa que não estão expostos às doenças. Assim, separamos algumas dicas para o tutor ficar atento e continuar garantindo uma vida melhor ao pet neste isolamento
social.

Pulgas e carrapatos vivem dentro de casa!
Você sabia que as pulgas e carrapatos vivem mais dentro do que fora de casa? Então, se você acha que, fazendo isolamento social, seu pet não está arriscado a contrair esses parasitas, você está errado. De acordo com o pesquisador Nicolau Serra-Freire, do Laboratório de Diversidade Entomológica do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), apenas 5% deles estão no animal, enquanto 95% estão no ambiente, e a melhor maneira de prevenir a infestação é manter o lugar limpo e higienizado.
Para isso, além da limpeza tradicional, é preciso que o tutor utilize um medicamento anti parasitas, alerta Ahmed. “É muito importante que o dono administre um produto com rápida eficácia e longa duração. Assim, além de
cuidar do animal, também está protegendo o lar e a família”, explica.
Além disso, o veterinário ressalta que a atenção deve ser mantida tanto com os cães quanto com os gatos, que, por serem animais mais independentes e caseiros, algumas pessoas acreditam serem insuscetíveis aos parasitas.
Então, fica a dica: para ajudar na aplicação, existe até um produto transdermal, colocado no pescoço do felino, o que evita o estresse da administração.
Carteira de vacinação em dia, hein?!

Não deixe de conceder as doses de vacinação e prevenção ao seu pet. Esse controle é muito importante para manter o sistema imunológico do animal bem e livre de inúmeras doenças.

“Manter a carteira de vacinação em dia é muito importante. Mas é sempre bom ter em mente que cada cachorro ou gato possui perfil, comportamento, raça e necessidades diferentes. Por isso a sugestão é que cada calendário vacinal seja avaliado e montado diretamente com o profissional de veterinária, para que assim ele possa montar um plano preciso para cada pet”, orienta o especialista.

Dica final do vet!

Aproveite o momento para ficar ainda mais pertinho do seu pet. Além de ele
ser especial, transmitir amor e carinho, diversas pesquisas comprovam que
ele pode ajudá-lo neste momento tão delicado. De acordo com a
Organização Mundial da Saúde, em 2019 o Brasil foi o país com mais
pessoas ansiosas do mundo, cerca de 18,6 milhões, e, olha que bacana, o
convívio com animais de estimação estimula a produção e a liberação de
endorfina e serotonina, o que proporciona sensação de bem-estar e
relaxamento. Então, desfrute desse benefício!
@diganaoaleishmaniose @marlipress

 

Tagged , , , , , , ,

Covid 19 x Pets

Convidamos a Dra Sirlei Rodrigues, do Centro Veterinário Bom Pastor, para falar do assunto que mais está sendo comentado neste momento. Espero que esse texto esclareça a você algumas dúvidas sobre o tema com os pets.

Dra Sirlei do Centro Veterinário Bom Pastor

Dra Sirlei do Centro Veterinário Bom Pastor

O mundo está passando por um momento muito delicado com a
pandemia do coronavirus.
Nós médicos veterinários, somos responsáveis pela saúde e bem
estar dos bichinhos e seus tutores, nosso serviço é essencial para
a saúde pública.

As perguntas mais comuns que recebemos nos últimos dias são:

“Meu bichinho de estimação pode se contaminar com o Covid
19? “ou “Meu bichinho pode transmitir Covid 19 para mim?” ou
“Posso tomar a vacina contra coronavirose que meu cão
recebe?”

Bom… vamos deixar claro, nossos pets não contraem a Covid 19
e nem a transmitem para nós, assim como não podemos receber
a vacina contra coronavirose que os cães recebem.
E por que isso? Qual a diferença desses vírus?
A Covid 19 é causada por um betacoronavirus e a coronavirose
dos cães é causada por um alfacoronavirus, eles pertecem à
mesma família Coronaviridae, mas são vírus totalmente
diferentes e atuam de maneira diferente nos organismos.
O coronavírus dos cães causa uma alteração digestiva neles, e não
provoca nenhuma alteração no ser humano, já o coronavirus da
Covid 19, causa alterações respiratórias nos humanos e até o
momento, segundo a OMS-O
rganização Mundial da Saúde, não há
evidências de causarem qualquer tipo de problema nos nossos
pets.

Mas, devemos ter cuidados com nossos pets, pois eles podem
carrear o vírus pra dentro da nossa casa caso venham a ter
contato com ele, por isso, nesta fase de isolamento social, os
passeios, se necessários, devem ser curtos e rápidos, sem
contato com outros animais e pessoas, e quando chegarem em
casa suas patinhas devem ser higienizadas com álcool gel ou
água com sabão, promova enriquecimento ambiental com
brinquedos pra amenizar a falta de passeios. E se por ventura ,
você tutor se contaminar com o Covid 19, o melhor seria que
outra pessoa passasse a cuidar do seu pet. Em alguns casos o pet
é muito importante para a recuperação do seu tutor, a ligação
emocional entre eles é muito forte, sendo assim o pet deve ficar
em isolamento com seu tutor e este deve tomar cuidado para
não tossir ou espirar próximo ao seu animalzinho, o vírus pode
ficar no pelo do pet e ser transmitido a outra pessoa através do
contato e contaminação do ambiente, nesse caso, seu pet é um
veículo da transmissão, assim como roupas, sapatos, celulares,
maçanetas, etc, e não o transmissor.
A higiene do pet também é muito importante, se possível faça
banhos em casa, mas cuidado para a pelagem não ficar úmida e
embaraçada.
Sempre sigam as orientações dos especialistas, higiene das mãos,
não as colocar em boca e olhos, sem toques físicos entre
humanos e manter o isolamento social.
O momento é difícil para nós humanos, mas também muito
difícil para nossos bichinhos que não entendem o que está
acontecendo, e jamais pensem em abandoná-los!
 
Acesse o instagram :
@centroveterinariobompastor lá você encontra em destaque só sobre o COVID-19.

 

A vacinação do seu pet está em dia?

A Golden Retriever Maui

 Vaciná-los previne doenças fatais.

A posse responsável inclui diversos cuidados por parte dos tutores, entre eles, a vacinação para cães. Afinal, é ela que vai garantir não só a imunização do pet, como também o contágio de humanos, afinal, algumas dessas doenças são transmissíveis para nós.
Levar o pet para uma primeira consulta com o veterinário e seguir à risca o calendário de vacinação estabelecido por ele é essencial para que ele fique sempre protegido. 
 

Vacina polivalente: a primeira proteção do pet

Quem é ou já foi tutor de cachorro, com certeza já ouviu falar em termos como V8 ou V10. Também conhecidas como vacinas múltiplas, elas correspondem à primeira proteção administrada aos nossos filhos de quatro patas.

Diferentemente de outras vacinas, como a antirrábica, a vacinação para cães com a polivalente é feita em 3 doses, sendo a primeira quando o pet tem entre 6 a 8 semanas de vida, a segunda após um intervalo de duas a quatro semanas da primeira dose, e a terceira quando o pet tiver alcançado 16 semanas.

Doenças que a vacina previne

É interessante destacar que o pet só fica realmente protegido depois que recebe a última dose da vacina polivalente. Por isso, não é recomendado passear com ele ou colocá-lo em contato com outros cães antes dessa fase. Confira as doenças evitadas com a V10:

  • Cinomose: infecção viral muito contagiosa e altamente letal, acomete o sistema nervoso central, causando paralisia, convulsões e diversas sequelas no cachorro;
  • Hepatite infecciosa canina: transmitida por meio do contato com fluidos do animal infectado, afeta o fígado canino, podendo levar à morte;
  • Parvovirose: altamente contagiosa, ela causa diarreias que podem levar a quadros graves de desidratação, sendo especialmente perigosa para filhotes;
  • Coronavirose: também conhecida como gastroenterite contagiosa dos cães, causa diarreias que colocam o pet em risco.
  • Adenovirose: transmitida por vírus, é responsável por causar doenças respiratórias com evolução para pneumonias;
  • Parainfluenza canina: assim como a adenovirose, pode levar à problemas respiratórios com consequências graves,
  • Leptospirose: os principais sintomas são vômito, diarréia, hemorragias e dificuldade de respirar. Ao todo, a vacina polivalente protege o pet contra 2 (V8) ou 4 (V10) tipos de leptospira.

Reforce a vacinação para cães!

Terminado o primeiro ciclo de vacinas para cães, com a vacina múltipla, um reforço deverá ser feito anualmente, de acordo com o calendário de vacinação, para deixar o seu melhor amigo sempre protegido.

Vacina antirrábica: proteção para o pet e para nós

Fatal em quase 100% dos casos, a raiva é uma doença que afeta boa parte dos mamíferos, incluindo os humanos. Após o surgimento dos primeiros sintomas, como agressividade, alucinações, espasmos, entre outros, a evolução da raiva é muito rápida. Em geral, o animal infectado morre em sete dias.

Graças à conscientização sobre a importância da vacinação para cães — e também às campanhas que promovem vacina para cachorro gratuita — hoje em dia, a raiva em humanos foi praticamente erradicada no Brasil. É fundamental administrar a vacina antirrábica nos pets, para garantir que ela continue sendo rara.

Normalmente, a primeira dose é administrada após a 12ª semana de vida do pet, e é necessário vacinar o cachorro todo ano para garantir sua eficácia.

Outras vacinas recomendadas

Tanto a vacina polivalente quanto a antirrábica são consideradas essenciais. No entanto, existem casos em que o veterinário pode recomendar, também, outras vacinas. Conheça algumas delas:

  • Gripe canina: altamente contagiosa, a doença ocorre com maior frequência no inverno, e a vacina é indicada para cães que convivem com muitos outros cachorros em creches, hotéis, etc;
  • Giárdia: transmissível para humanos, provoca dores abdominais, diarreias e pode levar à desidratação. Não é obrigatória, mas é recomendada para assegurar o bem-estar do pet,
  • Leishmaniose: uma doença parasitária, ela ataca o sistema imunológico do animal e do humano. Transmitida por um flebotomínio, mosquito especifico para esta doença, é necessária a vacinação em qualquer local, mesmo que não seja endêmico, pois ao sair para parques e praças, não sabemos ao certo se esses mosquitos circulam por locais não endêmicos. A  prevenção é a melhor opção!

Calendário de vacinação canina

Agora que você já conhece as principais vacinas para cachorro, é hora de saber quando cada uma delas deverá ser administrada e montar a tabela de vacinação para cães específica para o seu pet.

  • Entre 6 e 8 semanas: primeira dose da vacina polivalente V8 ou V10, com intervalo de 2 a 4 semanas entre cada dose, totalizando 3.
  • A partir de 12 semanas: dose única de vacina antirrábica.
  • A partir de 16 semanas: dose única das demais vacinas, como giardia, gripe e leishmaniose.
Depois de administradas as primeiras doses da vacina, o reforço é anual e deve seguir as datas determinadas previamente pelo veterinário. Ela explica que “o reforço é necessário para que sempre haja anticorpos circulantes no organismo”.
 

Lembre-se que para garantir a segurança e a eficácia da imunização do pet, é importante que as vacinas sejam aplicadas somente por profissionais de confiança, em clínicas especializadas.

Fonte : Petz  – www.diganaoaleishmaniose.com.br

@marlipress 

Ansiedade nos pets

O pug Grande Otelo

O pug Grande Otelo

Antes de levar um cãozinho para casa, deve-se considerar o estilo de vida da família, a raça e temperamento do animal, espaço, finanças, entre outros itens para que as necessidades do pet sejam atendidas.

Dessa forma, é possível evitar que seu pet acabe sofrendo de ansiedade.

Algumas raças vão ser mais sensíveis e se ficarem longos períodos sozinhos podem não ter problemas de saúde mental. Assim como nos humanos, os cães também podem se sentir muito solitários e ter problemas com ansiedade e depressão ao ficarem longos períodos sozinhos.

É possível identificar um quadro de ansiedade em cães, segundo a veterinária. Os sinais são a auto-mutilação como lamber as patas, muitas vezes a ponto de machucá-las, comportamentos destrutivos, falta de apetite, medos de barulhos como chuvas e trovões. Eles podem ficar com a musculatura tensionada e tremores ou ate se abaixarem completamente quando pensam que estão em perigo, entre outros. É importante estabelecer alguns treinamentos, rotina e bastante exercício físico para esse cãozinho. Um animal cansado consegue ficar mais relaxado e aberto ao aprendizado.

Outro problema é quando os tutores chegam em casa “fazendo a maior festa” e o cachorro entra num estado de felicidade plena. “Isso não é adequado. O ideal é não dar atenção até o cachorro se acalmar assim ele entenderá que só recebera atenção quando estiver calmo. Isso serve para tudo relacionado a esse cão”.

Caso o tutor precise ficar longos períodos fora é recomendado que contrate um passeador que possa fazer caminhadas regulares ou brincar com o cão para deixá-lo bem cansado. É importante deixar coisas para que o cão possa interagir como brinquedos com petiscos dentro de casa. Caso seu cão não tenha interesse por isso talvez seja o caso de contratar uma baba de cachorro ou mandá-lo para creche evitando que fique longas horas sozinho. Lembrando que essas são dicas. É importante sempre consultar um profissional especializado.

Fonte: Portal Melhor Amigo

@diganaoaleishmaniose @marlipress

Pets e a cerimônia de casamento

WhatsApp Image 2021-01-13 at 11.22.07 (1) WhatsApp Image 2021-01-13 at 11.22.07Seu pet é um verdadeiro cãopanheiro e você não quer deixá-lo de fora neste dia tão especial? Sem problemas! Confira os cuidados necessários para tornar este dia ainda mais especial, e várias inspirações de pets nos casamentos:

Uma das formas mais lindas de adicioná-los no cortejo, que se tornou tendência, é colocá-los como pajens e daminhas para levarem as alianças e surpreender os convidados com essa fofura. Mas ainda dá para fazer aquela entrada triunfal ao lado dos noivos ou com algum padrinho, por exemplo, ou, até mesmo, entrando com a noiva no lugar do buquê. Não é lindo? Tenho certeza que você vai encantar  todo mundo com essa maravilhosa surpresa.

É importante que seu melhor amigo seja dócil e amigável. Afinal, você não quer uma surpresa desagradável no momento mais lindo da sua vida, certo? Caso ele não seja tão disciplinado, você pode recorrer ao adestramento, mas fique atenta, pois esse tipo de treinamento leva um certo tempo – sendo assim, programe-se!

AVALIE O COMPORTAMENTO DO PET

Antes de qualquer coisa, os noivos devem avaliar se essa é realmente uma escolha sensata. Mesmo que o amor pelo animalzinho seja muito, é importante saber se ele está apto a se comportar em público, Por isso, separamos uma lista com itens essenciais para saber sobre o perfil do seu bichinho de estimação.

Isis e Rodrigo se casaram e sua Golden Retriever Maui foi uma das daminhas para levar as alianças.

O casamento aconteceu ao ar livre no restaurante Vila Paraíso em Campinas, interior de São Paulo

Maui foi conduzida pelo mini casal, Manoela e Mateus.

Foi uma festa linda e a Maui fez o maior sucesso!!

Até a próxima! ;)

marliassessoria.blogspot.com –  @marlipress

Óleos essenciais para os animais

Como os óleos essenciais são usados nos animais.

Na maioria das vezes, a aplicação da aromaterapia veterinária é feita no ambiente. Os óleos essenciais para animais são borrifados em caminhas e arranhadores, por exemplo, para que a inalação do odor ocorra indiretamente.

Contudo, há profissionais que realizam a aplicação tópica, ou seja, na pele do pet. Ela pode ser feita em pontos específicos ou durante a massagem. Isso vai depender da avaliação veterinária.

As plantas usadas para elaborar os óleos essenciais dependem do objetivo a ser alcançado. As mais comuns são:

  • Laranja;
  • Limão;
  • Lavanda;
  • Gengibre;
  • Camomila;
  • Erva do gato,
  • Hortelã

Alertas sobre aromaterapia em animais

É muito importante que o tutor nunca comece a usar qualquer óleo essencial em cães, gatos e outros animais sem a orientação do médico-veterinário. Em alguns casos, quando o produto é usado de forma errada, há a chance de intoxicar o pet.

Isso é ainda mais perigoso quando a aromaterapia veterinária é aplicada em gatos. Esses animais são mais sensíveis e, se a diluição do óleo essencial não for correta e voltada para a espécie, o risco aumenta.

Dessa forma, qualquer tratamento deve ser indicado por um profissional.

Outros cuidados com a aromaterapia

  • Nunca use os óleos essenciais para animais perto dos olhos, nariz ou mucosa do animal, pois isso causará irritação;
  • Nunca administre os óleos essenciais para animais via oral, pois são tóxicos;
  • Garanta que o pet não esteja por perto quando for borrifar o produto no ambiente. Isso é importante para evitar que caiam, acidentalmente, gotículas do produto em olhos, boca, nariz ou região genital do animal;
  • Tenha cuidado redobrado com os gatos, pois eles têm mais dificuldade em metabolizar os óleos essenciais e podem se intoxicar;
  • Nunca use o produto indicado para humanos nos pets, pois a concentração é muito alta e poderá prejudicar a saúde deles,
  • Sempre observe a reação do seu bichinho. Caso note que ele não gosta, que começa a espirrar ou tem qualquer outra reação ruim, suspenda o uso e entre em contato com o médico-veterinário.

Embora a aromaterapia para animais possa ajudar a tratar alterações comportamentais, nem sempre ela é a técnica de escolha. Há outras formas, como o adestramento, aumento nas atividades físicas e alterações na rotina, que poderão ser as mais indicadas.

Por isso, nunca comece um tratamento sem a orientação de um profissional. Só com o suporte veterinário você terá a certeza de que estará adotando o que é melhor para o seu animal de estimação.

Gostou dessa novidade de tratamento no mundo animal? Há muitos problemas de saúde que podem deixar qualquer tutor preocupado, não é? É o caso de quando a pessoa nota o gato urinando sangue. Descubra o que pode ser.

Fonte : Seres

Por: marlipress e @reservadocearomas

Como superar a morte de um pet.

Luto! 

Perante a morte de um animal de estimação é comum ter-se a sensação de que apenas se deve chorar por um ser humano, mas isto não é verdade. A relação com um animal pode ser muito profunda e da mesma forma deve ser feito um luto:

A melhor forma de fazer um luto é se permitir expressar tudo aquilo que sente, chore se quiser ou não expresse nada se não lhe apetecer. Mostrar como se sente é muito importante para gerir de forma saudável as suas emoções.

Expresse às pessoas de confiança como era a relação com o seu pet, o que lhe fez aprender, em que momentos estava consigo, como você gostava dele… O objetivo disto é poder expressar as suas emoções.

Quando for possível, deve entender que já não é preciso ter em sua casa os utensílios do seu cachorro ou gato. Deve ser capaz de doar a outros cachorros ou animais que precisem, como o caso de cães de refúgios. Mesmo que você não o queira fazer, é importante que o faça, deve entender e assimilar a nova situação e esta é uma boa forma de o fazer.

Pode ver quantas vezes quiser as fotografias que tem com o seu pet, por um lado isto ajuda a expressar o que sente e por outro a assimilar a situação, a fazer o luto e a entender que o seu animal partiu.

As crianças são especialmente sensíveis à morte de um pet, por isso deve tentar que eles também se expressem com liberdade, que possam sentir-se com direito a sentir tudo aquilo que sentem. Se com o tempo a atitude da criança não se tiver recuperado, talvez possa precisar de uma terapia de psicologia infantil.

Foi definido que o tempo de luto pelo falecimento de um animal não deve ser superior a um mês, caso contrário seria um luto patológico. Mas não tenha em conta este tempo, cada situação é diferente e pode ser que você demore mais tempo.

Se perante a morte do seu pet está sofrendo de ansiedade, insônia, apatia… Talvez você também precise de uma atenção especializada que o ajude.

Tente ser positivo e se lembrar dos momentos mais felizes a seu lado, fique com as melhores recordações que conseguir e tente sorrir sempre que pensar nele.

Pode tentar acabar com a dor do seu pet falecido oferecendo uma casa a um animal que ainda não tenha, o seu coração ficará repleto de amor e carinho mais uma vez.

Fonte: GZH Vida

@marlipress @diganaoaleishmaniose

Leishmaniose em pauta – 15 anos da campanha com lives

biscoito live leish

Campanha de conscientização sobre a leishmaniose faz 15 anos, e comemora com LIVES no perfil do Instagram.

Vários nomes consagrados sobre o tema participarão de lives durante todo o mês de Agosto, em comemoração aos 15 anos da campanha @diganaoaleishmaniose falando sobre o tema.

Especialistas como, Dra Mary Marcondes, Dra Romeika Reis Lima , Dr. André Fonseca, Dr. Claudio Rossi, Dr. Paulo Tabanez,  Dr.Fabio Nogueira, Dr. Marcio Moreira, as veterinárias atuantes em suas cidades Dra Christiane Otsuki, Dra Bianca Lomasi, Dra Sirley Rodrigues,e as advogadas Dra Vivi Vieri e Dra Carla Zero, entre tantos convidados especiais como tutores, protetores e formadores de opinião. As lives serão em horários alternados, pois o intuito da campanha é poder conversar com todos de forma agradável, num bate papo para que cada pessoa assista durante ou após o horário. As Lives ficarão gravadas no IGTV do instagram e posteriormente, irão para o canal do YouTube da campanha.

Veja a agenda desta primeira semana:

01/08 às 17h01 – Aline Leite – Tutora do PitBull Baruck – São Paulo – SP

02/08 às 17h02 – Lionel Falcon – Fotógrafo de Pets – São Paulo – SP

03/08 às 10h33 – Dra Bianca Lomasi – Médica Veterinária – São Caetano do Sul – SP

04/08 às 21h04 – Vivi Vieri – Advogada na cidade de Jales – SP

05 /08 às 17h05 – Carla Zero – Advogada e empresária São Paulo – SP

06 /08 às 17h06 – Dra Sirlei Rodrigues – Médica Veterinária – São Paulo – SP

07/08 às 17h07 – Dra Christiane Otsuki – Médica Veterinária na cidade de Araçatuba – SP

08/08 às 17h08 – Mara Pallotta tutora do SRD Luau do instagram @chupaleish – Aldeia da Serra – SP

10/09 às 21h10 – Dr. André Fonseca Médico veterinário e atuante na causa em Mato Grosso do Sul – MS grupo Brasileish

11/08 às 18h11 – Dr. Claudio Rossi  Médico Veterinário,  gerente técnico da Ceva Pet Brasil

11/08 às 21h11 – Dr. Paulo Tabanez Médico Veterinário, palestrante e do grupo Brasileish

12/08 às 16h – Dra. Romeika Reis – Médica Veterinária atuante na cidade de Natal – RN

13/08 às 21h13 – Dr. Fabio Nogueira Médico Veterinário atuante na cidade de Andradina – SP e do grupo Brasileish

14/08 às 17h14 – Lis Monteiro Farnmacêutica e pesquisadora de para a área humana da leishmaniose

14/08 às 20h14 – Dr Marcio Moreira – Médico Veterinário, professor atuante nas pesquisas em tratamentos da leishmaniose e atua na cidade de Pirituba e São Paulo Capital.

15/08 às 17h15  – Dra. Mary Marcondes – Médica Veterinária, atuante na questão da leishmaniose no Brasil e no mundo

17/08 às 17h17 – Dra Tassia Obeidi – Médica Veterinária técnica do laboratório MSD – coleira e repelente para cães

18/08 às 17h18 – Dra Bianca Gutierrez – Médica Veterinária técnica do Laboratório CEVA – prevenção vacina e repelente cães

20/08 às 17h20 – Dr. Fabio Bertola – Médico Veterinário – Coordenador do Centro de Zoonoses da cidade de São Caetano do Sul – SP

23/08 às 17h – Dra Indrid Menz – Médica Veterinária especialista em vacinas no Brasil

24/08 às 17h – Carla Hits empresária e proprietária do Canil Familia Golden Hits

26/08 às 17h26 – Dr.João Evangelista – Farmacêutico e responsável pelo suplemento Fitoplus

27/08 às 17h27 – Filipe Bezerra tutor do cão Hércules tratado de leishmaniose e autor do livro “Até depois do Fim ”

28/08 17h28 – Maria Lucia Metello – atuante na causa animal e presidente da ONG Abrigo dos Bichos em Campo Grande – MS

Fiquem ligados na agenda para as lives com os convidados através do instagram @diganaoaleishmaniose

www.diganaoaleishmaniose.blogspot.com

@marlipress

@diganaoaleishmaniose

Tagged , ,

Conscientização do autismo, recebe cães terapeutas no ABC paulista

IMG_9193
Cães das Raças Golden Retriever e Labradores, encantaram crianças e adultos no Golden Square Shopping em São BernaIMG_9193rdo, no ABC paulista. Outras raças, também apareceram para solidarizar com a ação em prol do AUTISMO.

Em parceria com o Projeto Estimular – Autistas no ABC e Mamãe de um Anjo Azul, receberam as ONGs de cães de assistência INATAA, PATAS THERAPEUTAS, KUNÉ BRASIL e a Golden Retriever Milly, da Terapeuta Aline Pinheiro.
O Projeto Estimular, idealizado por Daniela Melo, mãe do Miguel de 5 anos, e com Kelly Portugal do insta @mamaedeumanjoazul, mãe do Henrique, de 9 anos, ambos diagnosticados com autismo, tiveram a iniciativa em promover eventos para unirem-se à outras mamães de anjos azuis, para juntas conquistarem o que os seus filhos precisam.

A campanha DIGA NÃO À LEISHMANIOSE, numa ação de conscientização da leishmaniose, encoleirou os cães terapeutas das ONGs e sorteou vários brindes e coleiras scalibor, a base de 4% de deltametrina para a prevenção da doença.. A idealizadora da campanha Diga Não à Leishmaniose, Marli Pó, esteve presente no evento informando sobre a doença.

Os cães, seus tutores e famílias puderam desfrutar de uma tarde super animada e divertida.

Tagged , , , , , , , , ,

Itupeva faz prevenção da leishmaniose

ArraiAU no Pet Park do Mooca Plaza Shopping

cel 26 de julho 2018 442

O Pet Park do Moóca Plaza Shopping, espaço de lazer para cães de todos os portes e seus humanos, promove em parceria da Güd, marca premium de ração, um ArraiAU – Festa Julina exclusiva para os peludos. O evento acontece neste final de semana, dias 28 e 29/07, e contará com piscina de bolinhas para os mascotes, um painel de fotos temático e amostras grátis de ração e petiscos. A entrada é gratuita. Em paralelo, o centro de compras preparou um Arraial para toda a família, que tem início na quarta-feira, 25/07, e contará com shows das bandas Falamansa e Circuladô de Fulô, além de comidas e brincadeiras típicas. O grande evento receberá um Encontro Pet no domingo, dia 29/07, das 15h às 17h, com Cãodrilha para os donos e aumigos, um Cãocurso de melhor caracterização, sorteio de brindes e diversas outras atividades.

A brincadeira também será apoiada pela Güd e pelo Crystal Pet Shop.

ArraiAU Cãonino Domingo

29/07 com início às 14h e às 18h Ecãotro Pet e Cãodrilha

Show do Circuladô de Fulô

Pet Park Mooca Plaza Shopping – Rua Capitão Pacheco e Chaves, 313, Mooca
Rua Capitão Pacheco e Chaves, 313, Mooca Mais informações em: www.moocaplaza.com.br; (11) 3548-4502

Encontro de Raças Lhasa, Shit zu e Maltês no Golden Shopping em SBC

Encontro das raças lhasa apso, shih tzu e maltês no Golden Square Shopping
Evento combina entretenimento e informação para donos de pets

encontro de lhasas golden
O Golden Square Shopping, considerado um dos principais espaços pet friendly do ABC paulista, promove neste domingo, 24, um evento dedicado a cães de algumas das raças mais populares do momento: lhasa apso, shih tzu e maltês. Para participar, basta fazer um cadastro no site no site goo.gl/XmyzDa. A atração tem entrada gratuita e acontece a partir das 14h, no Espaço Pet.

Entre as atividades oferecidas para os pets e seus tutores estão uma “cãominhada” no centro de compras, dicas de adestramento, um bazar com artigos pets, distribuição de brindes, sorteios e um concurso que elegerá os cãezinhos mais estilosos do encontro, sendo um macho e uma fêmea de cada raça. O tema do concurso será “Copa do Mundo” e os vencedores serão escolhidos através de votação popular. No local, também será realizada uma campanha de arrecadação de ração para cachorros resgatados e de protetores independentes.

Graças ao porte pequeno, as raças lhasa apso, shih tzu e maltês se popularizam muito no Brasil nos últimos anos, especialmente entre pessoas que moram em apartamento. Cada uma tem sua particularidade. Cães da raça lhasa apso, por exemplo, caracterizam-se pelo temperamento dócil, destemido e por serem muito apegados à família. A raça é originária do Tibet e inspirou o cartunista Maurício de Souza durante a criação do cão Floquinho, fiel companheiro do personagem Cebolinha. O shih tzu é uma raça chinesa de personalidade alegre e brincalhona. Tem muita afinidade com crianças e adora seguir os donos pela casa. Já os malteses, de origem europeia, são famosos pela pelagem longa e brilhante e pelo temperamento expansivo, inteligente e afetuoso. Têm muita energia para atividades físicas, mas podem se satisfazer com brincadeiras em espaços fechados.

Durante o encontro os donos de pets também poderão conhecer um pouco mais sobre a leishmaniose visceral canina através da palestra de Marli Pó, coordenadora da campanha “Diga Não à Leishmaniose”, às 14 horas. “A leishmaniose é a segunda doença que mais mata no mundo e os cães são as maiores vítimas. Trabalhamos para combater essa doença silenciosa que atinge humanos e animais de estimação”, afirma Marli Pó que há mais de 10 anos luta em prol da saúde dos pets.

O encontro de pets é uma realização do Golden Square Shopping em parceria com o Pugs Amigos de São Paulo e ABCD, a campanha “Diga Não à Leishmaniose” e a marca Royal Canin. Outras empresas apoiadoras da iniciativa são The Pug Hug, Edukacão Adestramento, Grife Pugs Amigos, Atelinê, Empório Luz, Mrs.Luana, The Dog House Br, MSD Saúde Animal, Coleira Scalibor, Beauty Golden, Cookie Dogs Petisco e Acãochego Hotelzinho para Cães.

Serviço

Evento: Encontro de Raças do Golden Square Shopping

Data: 24 de junho (domingo)

Hora: das 14 às 17 horas

Local: Espaço Pet – Golden Square Shopping – Avenida Kennedy, 700/São Bernardo do Campo, São Paulo, Piso L1

Entrada gratuita

Café com Dogs no Parque Central em Santo André

CAFE COM DOGS

UM CAFÉ DIFERENTE PARA VOCÊ, SEU DOG E SUA FAMÍLIA ESTAREM NESTE SÁBADO.
CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A LEISHMANIOSE E MUITAS SURPRESAS.

EVENTO NA PAGINA DO FACE – CADASTRE-SE

https://www.facebook.com/events/924169721099359/?active_tab=about

CADASTRE-SE NO LINK

https://docs.google.com/forms/d/15NhX1RVwg5RGIgmEhltp4avs_Eyyc4EYtbQ9LpuYSZM/e

TE ESPERAMOS LÁ!!

Tagged , , , , ,

Cães terapeutas participam de encontro em prol do autismo

Golden Square Shopping será palco
Encontro de Raças

do evento de raças neste domingo

São Bernardo do Campo, abril de 2018 – Para encerrar as ações de conscientização do mês que debate o autismo, o Golden Square Shopping promove um encontro que promete muita diversão e aprendizado neste domingo, dia 29 de abril, às 14 horas, no Espaço Pet. Trata-se do Encontro de Raças Golden Retrievers em parceria com o Projeto Estimular – Autistas no ABC.

Considerados cães terapeutas, os goldens são indicados como boas companhias para crianças e adultos autistas e proporcionam benefícios, como desenvolvimento psicomotor, linguagem, comunicação não-verbal, além de melhorar a autoestima e a competência social.

Alguns cães de serviço para crianças com autismo estarão presentes no evento para conscientizar as pessoas sobre o autismo, assim como os profissionais Aline Pinheiro, terapeuta comportamental que estará com a Golden Milly, Silvana Prado, da Patas Therapeutas, que irá acompanhada dos Goldens Namour e Titã, e Natalie Benedetti, terapeuta da entidade internacional Bocalan Brasil, que participará com o Golden Lugano.

O encontro é uma realização do Golden Square Shopping em parceria com o Projeto Estimular, idealizado por Daniela Melo, mãe do Miguel de 5 anos, e com Kelly Portugal (@mamaedeumanjoazul), mãe do Henrique, de 8 anos, ambos diagnosticados com autismo.

O Projeto consiste em amparar mães e familiares que recebem o diagnóstico e não sabem o que fazer ou por onde começar, além de oferecer auxílio e disponibilizar semanalmente um encontro com uma psicóloga para uma conversa em um espaço coworking, em Santo André, a @shelfstore.co. Nos encontros, as mães são orientadas e falam de suas dificuldades e ainda participam de workshops semestrais onde profissionais palestram sobre o assunto. Participam familiares e profissionais da área da educação, como professores e terapeutas.

Além de reunir cerca de mais de 100 cães da raça Golden e seus tutores, o evento contará também com ação de conscientização da leishmaniose, segunda doença que mais mata humanos e assola cães. A coordenadora da campanha Diga Não à Leishmaniose, Marli Pó, estará presente no evento para informar sobre a doença.

Serviço

Evento: Encontro de Raças Golden Retriever em parceria com o Projeto Estimular – Autistas no ABC

Data: Domingo, 29 de abril

Horário: Às 14 horas

Local: Espaço Pet – Golden Square Shopping – Avenida Kennedy, 700/São Bernardo do Campo, São Paulo, Piso L1

Entrada gratuita

Golden Square Shopping

Localizado em São Bernardo do Campo, o shopping está em uma região estratégica, de fácil acesso à rodovia Anchieta, 30 minutos da capital paulista e a uma hora do litoral sul. Muito mais do que um centro de compras completo, o Golden Square Shopping possui um mix de lojas diversificado, que contempla todos os gostos e estilos e oferece opções de lazer e entretenimento.

Em seus 31 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), o centro de compras administrado pela Ancar Ivanhoe, uma das cinco maiores empreendedoras de shopping do País, conta com o serviço Pet Friendly, onde é permitida a entrada de animais e com 200 lojas com as melhores marcas do varejo nacional e internacional, restaurantes, eventos e a primeira unidade da Fórmula Academia do ABC.

Ancar Ivanhoe

Pioneira no setor de shopping centers, a Ancar Ivanhoe é uma das líderes do mercado, com mais de 40 anos de atuação. Sua história teve início na década de 70, quando ingressou na indústria como uma das responsáveis pelo desenvolvimento do segundo shopping construído no Brasil: o Conjunto Nacional Brasília. Em 2006, associou-se à canadense Ivanhoe Cambridge, líder global de serviços imobiliários, e continuou sua trajetória em constante expansão. Após 10 anos dessa parceria de sucesso, a Ancar Ivanhoe tornou-se uma das cinco maiores empreendedoras e administradoras de shopping center do Brasil, presente nas cinco regiões do país, com 23 empreendimentos em seu portfólio, entre shoppings em operação e em desenvolvimento. Para mais informações, acesse www.ancarivanhoe.com.br .

Encontro de cães da raça Golden Retriever na Loja Petz Aricanduva

Cover_Petz-Play2[7]

Encontro de cães da raça Golden Retriever na Loja Petz Aricanduva
Cães e tutores são esperados no evento que terá muita diversão no play pet do local e palestra sobre leishmaniose
Uma das raças mais brincalhonas, este sábado promete ser especial para os cães da raça e seus convidados, no dia 24 de março, na Loja Petz, da Avenida Rio das Pedras, 2207, no Aricanduva. O dia promete ser de agito e diversão para os tutores e seus cães a partir 15 horas, no Espaço Play Pet.

Tutores e seus animais são esperados para uma tarde de muita brincadeira. Parceira do evento, a Grand Plus e a MSD estarão presentes e contará ainda distribuirá amostras e sorteará brindes e cookies cedidos pela #cookiedogspetiscos

O encontro também é realizado juntamente com a campanha Diga Não à Leishmaniose e tem enfoque social para arrecadar ração para ajudar vários protetores independentes. Os 10 primeiros pque doarem acima de 10 kg de ração, ganham uma caixa surpresa com vários brindes.

Além de trocar experiências entre si, os donos de pets poderão conhecer um pouco mais sobre a leishmaniose visceral canina com palestra de Marli Pó, coordenadora da campanha Diga Não à Leishmaniose. “A leishmaniose é a segunda doença que mais mata no mundo e os cães são as maiores vítimas. Trabalhamos para combater essa doença silenciosa que atinge humanos e animais de estimação”, afirma Marli Pó que há mais de 10 anos luta em prol da saúde dos pets.

Serviço

Evento: Encãotro Família Golden Petz

Data: 24 de março (sábado)

Hora: das 15 às 18 horas

Local: Espaço Play Pet – Loja Petz Aricanduva – Avenida Rio das Pedras, 2207 , São Paulo

Entrada gratuita

Golden Square Shopping realiza encontro de cães da raça pug

Golden Square Shopping realiza encontro de cães da raça pug

Cerca de 150 cães e tutores são esperados no evento que terá “cãominhada” dentro do shopping e palestra sobre leishmaniose

2º Encontro de Pugs Golden SquareSão Bernardo do Campo, março de 2018 – Considerada uma das raças mais brincalhonas e o pet do momento, o pug vai ganhar um evento exclusivo neste domingo, dia 25 de março, no Golden Square Shopping. O dia promete ser de agito e diversão para os tutores e seus cães no 2º Encontro de Pugs, a partir 15 horas, no Espaço Pet.

Cerca de 150 tutores e seus animais são esperados para uma “cãominhada” no centro de compras, considerado um dos principais espaços pet friendly em São Bernardo do Campo. Parceira do evento, a Royal Canin estará presente e contará com um veterinário para oferecer orientação nutricional especializada para cães da raça pug, e ainda distribuirá amostras e sorteará brindes exclusivos.

O encontro também é realizado juntamente com o Grupo Pug Amigos de São Paulo e tem enfoque social para arrecadar ração para ajudar resgatados. Os 40 primeiros participantes que doarem 1 kg de ração, ganham um chaveiro personalizado de pug.

Além de trocar experiências entre si, os donos de pets poderão conhecer um pouco mais sobre a leishmaniose visceral canina com palestra de Marli Pó, coordenadora da campanha Diga Não à Leishmaniose – E Você, Também Vai Apoiar?, às 14 horas. “A leishmaniose é a segunda doença que mais mata no mundo e os cães são as maiores vítimas. Trabalhamos para combater essa doença silenciosa que atinge humanos e animais de estimação”, afirma Marli Pó que há mais de 10 anos luta em prol da saúde dos pets.

Para deixar o momento ainda mais divertido, será realizado um “cãocurso” do pug mais estiloso. Por isso, capriche no look do seu pet e venha desfilar na passarela do Golden. Um macho e uma fêmea serão eleitos os mais estilosos do encontro e ganharão, cada um, um kit do ABC Moda Pet com roupinha, boné e um brinquedo de pelúcia.

Serviço

Evento: 2º Encontro de Pugs

Data: 25 de março (domingo)

Hora: das 14 às 18 horas

Local: Espaço Pet – Golden Square Shopping – Avenida Kennedy, 700/São Bernardo do Campo, São Paulo, Piso L1

Entrada gratuita

Golden Square Shopping

Localizado em São Bernardo do Campo, o shopping está em uma região estratégica, de fácil acesso à rodovia Anchieta, 30 minutos da capital paulista e a uma hora do litoral sul. Muito mais do que um centro de compras completo, o Golden Square Shopping possui um mix de lojas diversificado, que contempla todos os gostos e estilos e oferece opções de lazer e entretenimento.

Em seus 31 mil m² de ABL (Área Bruta Locável), o centro de compras administrado pela Ancar Ivanhoe, uma das cinco maiores empreendedoras de shopping do País, conta com o serviço Pet Friendly, onde é permitida a entrada de animais e com 200 lojas com as melhores marcas do varejo nacional e internacional, restaurantes, eventos e a primeira unidade da Fórmula Academia do ABC.

Ancar Ivanhoe

Pioneira no setor de shopping centers, a Ancar Ivanhoe é uma das líderes do mercado, com mais de 40 anos de atuação. Sua história teve início na década de 70, quando ingressou na indústria como uma das responsáveis pelo desenvolvimento do segundo shopping construído no Brasil: o Conjunto Nacional Brasília. Em 2006, associou-se à canadense Ivanhoe Cambridge, líder global de serviços imobiliários, e continuou sua trajetória em constante expansão. Após 10 anos dessa parceria de sucesso, a Ancar Ivanhoe tornou-se uma das cinco maiores empreendedoras e administradoras de shopping center do Brasil, presente nas cinco regiões do país, com 23 empreendimentos em seu portfólio, entre shoppings em operação e em desenvolvimento. Para mais informações, acesse www.ancarivanhoe.com.br.image003

Encãotro – Familia Golden PETZ

Cover_Petz-Play2[7]

Será um encontro da raça Golden Retriever, (outras raças estão convidadissimas),e serão recepcionados pela Família da Golden Madá.
A campanha Diga Não à Leishmanioeremos se fará uma palestra de conscientização sobre a Leishmaniose, grave doença transmitida também por um mosquito, segunda doença que mais mata humanos no mundo.

*Os cães são as maiores vitimas.

Brinde especial do Evento para quem doar acima de 10 kg de ração para cães e gatos e produtos de higiene para serem doados à protetores independentes pela campanha DIGA NÃO À LEISHMANIOSE.
Muitas atrações, piscina e Agility no play pet do local.
Por favor levem itens de higiene para o seu pet, como toalha, escova, e outros, caso eles nadem na piscina.
Nosso WhatsApp para quaisquer dúvidas é o 11- 99703-6791 Marli.
Convide seus AUmigos e venha fazer parte desta PET FESTA!!

Nossas # serão: #familiagoldenpetz #diganaoaleishmaniose #petfesta #petnapetz #encaotropet

Cadastro antecipado,receberá brindes.

Na sua chegada ao evento, confirme seu nome na lista de presença e retire seu brinde.

beijos e Lambeijos

Nossa agenda com ações de conscientização sobre a leishmaniose março de 2018

12106979_831479900283357_3395654702977964057_n

Estamos iniciando nossas ações em 2018, para a conscientização e prevenção da leishmaniose em São Paulo.
Ações e cuidados precisam ser tomados, pois a situação no Estado de São Paulo está muito preocupante e já está chegando a capital.
Várias cidades ao redor já são endêmicas, como Indaiatuba, Embu e Cotia.
Imprescindível informar as pessoas sobre essa doença incurável e que mata mais que a dengue e febre amarela.
SEGUNDA DOENÇA QUE MAIS MATA NO MUNDO.

DIA 24 DE MARÇO ESTAREMOS NA LOJA PETZ ARICANDUVA À PARTIR DAS 15H PALESTRANDO SOBRE A LEISHMANIOSE.
Encontro de Goldens – Familia Golden Petz convida

DIA 25 DE MARÇO ESTAREMOS NO GOLDEN SQUARE SHOPPING À PARTIR DAS 14H PALESTRANDO SOBRE A LEISHMANIOSE.
Encontro de Pugs

saibam mais através das nossa redes sociais @diganaoaleishmaniose

A 2ª Cãominhada da OAB/SP 2015 acontece no dia 15 de novembro, das 08h às 13h, no Espaço Canino do Parque Villa Lobos, em São Paulo/SP

A 2ª Cãominhada da OAB/SP 2015 acontece no dia 15 de novembro, das 08h às 13h, no Espaço Canino do Parque Villa Lobos, em São Paulo/SP

Autoridades, empresários e amantes dos animais acompanhados de seus pets contra as alarmantes práticas de crueldade, maus-tratos e crime de abandono.

Após o grande sucesso da 1ª Cãominhada em novembro de 2014, a Comissão de Proteção e Defesa Animal da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB/SP) realiza a sua 2ª Cãominhada em prol dos animais no dia 15 de novembro de 2015, domingo, das 08h00 às 13h00.
PetGuide | Notícias
O evento em defesa à causa animal tem o objetivo de convidar e incentivar as autoridades e a sociedade civil para apoiar programas para inibir a prática cruel contra os animais como abandono, maus-tratos e formas de prevenção de leishmaniose.
O evento tem a participação de seus idealizadores: as advogadas Dra. Maira Velez (Vice-Presidente da Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB/SP) e Dra. Paula Ventura Bigatto (Coordenadora da Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB/SP), a médica veterinária Dra. Daniela S. Cichielo (membro consultor da Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB SP) e o advogado Dr. Umberto Luiz Borges D’Urso (Diretor do Departamento de Cultura e Eventos da OAB/SP).
Em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente – Coordenadoria de Educação Ambiental e Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais de São Paulo, o evento também conta com o apoio das empresas Ouro Fino Saúde Animal, ONG 4Cão, Nestlé Purina, Cobasi, Ibasa, Pet Society, Pet Memorial, Pet Box Brasil, Surya Solidária / Surya Brasil, SABESP, Cookie Dog e Feeling, entre outras.
A 2ª Cãominhada é gratuita e oferece inúmeras atrações como agility, adestramento, palestras e sorteios.
Segundo as organizadoras do evento, Dra. Paula Ventura Bigatto e a Dra. Daniela S. Cichielo, “as autoridades, empresários e simpatizantes da causa, amantes dos animais, acompanhados de seus pets irão se reunir para chamar a atenção das alarmantes práticas de crueldade, maus-tratos e crime de abandono. Além de promover a conscientização de que animais são seres sencientes, ou seja, sentem dor, frio, amor, tristeza. Estudos comprovaram cientificamente, inclusive, em países como a França, as autoridades já se deram conta disso, iniciaram processo de alteração da legislação e consciência“.
Vale lembrar que o artigo 32 da Lei Federal nº. 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) e o artigo 164 do Código Penal Brasileiro preveem multa e até detenção para quem comete crime contra os animais.

Programação

 Evento: 2ª Cãominhada da OAB de São Paulo/SP
Data: 15 de novembro de 2015 – Domingo – das 08h00 às 13h00
Local: Parque Villa Lobos – Espaço Canino
Endereço: Av Prof Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros – São Paulo/SP
Realização: Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB/SP – Secretaria do Meio Ambiente – Coordenadoria de Educação Ambiental
Principais apoiadores: Ouro Fino Saúde Animal e ONG 4Cão
Empresas apoiadoras: Nestlé Purina, Cobasi, Ibasa, Pet Society, Pet Memorial, Pet Box Brasil, Surya Solidária / Surya Brasil, SABESP, Cookie Dog e Feeling
Colaboradores: Comissão de Proteção e Defesa Animal – Subseção de Santo Amaro, Amigos 4 Patas, Fórum de Proteção e Defesa Animal e a Campanha Diga Não à Leishmaniose

Agenda

 08h00 às 09h00 – Inscrição dos participantes e seus animais
09h00 às 09h30 – Retirada dos kits dos participantes e dos animais / Abertura – considerações iniciais
10h00 às 10h30 – Caminhada pelo Parque Villa Lobos/SP
10h30 às 12h00 – Palestras, demonstração de agility, adestramento básico, sorteios, bandas e Bib Band da OAB
12h00 às 12h30 – Agradecimentos, esclarecimentos sobre abandono, maus-tratos, distribuição de brindes e demais atrações
12h30 às 13h00 – Considerações finais / Encerramento

Informações gerais aos proprietários de cães

A 2ª Cãominhada da OAB SP alerta para as normas de conduta e de uso do Parque Villa Lobos, São Paulo, ressaltando que:
 Todos os cães devem estar com guia e coleira;
Cães de maior potencial agressivo e animais bravos devem utilizar focinheira;
Não se esqueça de levar o “cata-cacas” para deixar o parque limpo;
Leve água para você e não se esqueça de levar para seu cão também;
Cães doentes ou sem vacinação não devem participar do evento.

Nosso Blog informa sobre tudo

Olá, se vc está aqui, com certeza tem um cão ou alguém com leishmaniose próximo e nem sabe o que fazer, correto??

Muitas notícias recebemos do Brasil e do mundo sobre essa terrível doença, a segunda que mais mata no mundo depois da malária….nossa, como assim!!?? Pois é, assim mesmo…ASSUSTADOR.

Pensando nessa desinformação geral, independente do nível social ou cultural,  criei esta campanha para conscientizar e prevenir as pessoas desta grave doença, ainda negligenciada pelo poder público.

Acessem nosso blog através do BLOGSPOT que já atingiu mais de 200 mil pessoas, infelizmente pois se alguém procura, com certeza é pq já está sofrendo do mal…..mas espalhem essa notícia, pois ela sim tem que virar uma endemia….para que possamos prevenir nossa família e principalmente nossos cães. Pois tratar o cão ainda é uma polêmica e um jogo de interesses políticos.

#unidossomosmuitomaisfortes #diganaoaleishmaniose #diganao10anos2015

@diganaoaleishmaniose @marlipress

Usem essas #Hashtags nas suas postagens no instagram e contamine com as informações que poderão SALVAR VIDAS. Esse é o nosso real e principal foco!!

Beijos e acessem:

www.diganaoaleishmaniose.blogspot.com

 

 

 

Acesse a página do Facebook, as noticias são atualizadas diariamente. Acesse pelo link neste site.

 

Nossa página no facebook é atualizada diariamente com notícias sobre a leishmaniose em f=diversas regiões.

https://www.facebook.com/pages/Diga-N%C3%A3o-%C3%A0-Leishmaniose/258526237496489?ref=hl

 

Rotary SP – Saúde. Homenagem à campanha pelo empenho e participação no evento Agita Saúde 2014.

Aconteceu no último dia 28 a homenagem do Rotary Club Saúde aos participantes e colaboradores da campanha Diga Não à Leishmaniose.

O evento se deu em 21 de setembro e foi um sucesso.

A campanha agradece desde já o convite do Rotary e a indicação da Dra Sirlei Rodrigues. Nosso real foco é  salvar vidas!

No evento, muitas pessoas foram conscientizadas e souberam a forma correta de prevenir não só o seu cão, mas a sua família.

foto rotary

“O verdadeiro sucesso vem da humildade e do reconhecimento de que sozinhos somos muito pouco e o verdadeiro êxito de uma ação, só se completa com a união de esforços e de importantes parceiros.”

“Unidos somos muito mais fortes!!”

Muito obrigada à todos os envolvidos e parceiros…que venham outras…..!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

Pet South 2014. Diga Não à Leishmaniose, MSD Saúde Animal, Centro Veterinário Bom Pastor e Ropa Para Mascotas

Num encontro entre o laboratório MSD Saúde Animal e a marca Argentina Ropa Para Mascotas, a campanha teceu novas estratégias para o próximo ano.

A diretora da Marca Elizabeth Manzzone esteve com a diretora da campanha e tb os gerentes da MSD Saúde Animal.

A estilista argentina, conversou com Marli Pó sobre o seu apoio para a marca e já trouxe amostras da coleira que será vendida  em prol da causa.

A veterinária do Centro Veterinário Bom Pastor, Dra Sirlei Rodrigues, tb apoia a causa e juntas puderam traçar estratégias de divulgação para todos em 2015.

equipe campanha

Marli Pó, Ahmed Adalli, Elizabeth Manzzone e Andrei Nascimento

rpmsirleieeu

 

Bravecto 12 semanas. A mais nova e eficaz arma, contra pulgas e carrapatos da MSD Saúde Animal.

Uma única dose e 12 semanas de tranquilidade contra pulgas e carrapatos: MSD Saúde Animal lança Bravecto

 Produto inaugura uma nova era no controle desses ectoparasitas em cães: é o primeiro comprimido mastigável com dupla ação parasiticida, oferecendo comodidade ao proprietário e diferenciais em relação aos tratamentos convencionais, pois permite banhos à vontade e contato seguro com a família

A partir de outubro, os proprietários de cães do Brasil passam a contar com uma inovação no controle de pulgas e carrapatos: Bravecto, um comprimido mastigável que oferece 12 semanas de proteção ao animal e de tranquilidade para a família. A novidade é um lançamento da MSD Saúde Animal, que apresenta ao mercado uma solução prática, eficaz e segura no controle desses parasitas.

“Bravecto é muito mais do que um produto inovador. É conveniência, praticidade e saúde para o veterinário, que poderá prescrever um produto inovador, e para toda a família, pois sabemos que conviver com o cachorro dentro de casa é uma realidade – na cama, no sofá, brincando em contato direto com as crianças. Para tornar esse convívio saudável, lançamos Bravecto, que já é sucesso na Europa e nos Estados Unidos. O nome do produto por si só já resume sua importância, pois deriva de Bravo, que vem de bravíssimo, digno de aplausos, e ecto de ectoparasiticida”, explica a diretora da Unidade de Animais de Companhia da MSD Saúde Animal, Adriana Perez.

A comodidade de acabar com pulgas e carrapatos por 12 semanas com apenas um comprimido é apenas um dos diferenciais deBravecto. Por se tratar de um comprimido mastigável – o único do mercado com essa dupla função parasiticida – o animal não fica com nenhum resquício da substância no pelo ou na pele, podendo se relacionar normalmente com toda família e ficando liberado para banhos, brincadeiras em piscinas, praia e toda a diversão que o verão pode oferecer sem que o contato com a água comprometa o efeito deBravecto.

“Ele oferece conveniência e proporciona maior adesão e continuidade ao tratamento. Além disso, garante maior eficiência, evitando intervalos de proteção, e aumenta a eficácia da prescrição do veterinário em uma única administração. Com o lançamento de Bravecto, mudamos completamente o conceito e o cenário atuais, porque saímos de tratamentos que duram 4 semanas para um que se mantém eficaz por 12 semanas, ou seja, damos um salto triplo na proteção contra pulgas e carrapatos”, explica Ahmed Addali, Gerente de Produtdo da Unidade de Animais de Companhia da MSD Saúde Animal.

Altamente seguro, Bravecto pode ser ingerido por cães, inclusive filhotes, reprodutores, cadelas prenhas e lactantes e cães da raça Collie. Além disso, é indicado como parte da estratégia de controle da dermatite alérgica e diminui os riscos de transmissão de doenças fatais transmitidas por carrapatos. Testes comprovam que o comprimido é muito bem aceito pelos animais e está disponível em 5 apresentações.

“Dez anos de pesquisa foram necessários para o desenvolvimento de Bravecto, que tem o fluralanercomo princípio ativo, com características únicas e que atendem às necessidades do exigente mercado de saúde animal. Com apenas 4 tratamentos ao ano o cão estará totalmente protegido, o ambiente livre de infestações de pulgas e a família toda despreocupada.”, aponta Andrei Nascimento, Gerente Técnico de Animais de Companhia da MSD.

Resistência e ação

Bravecto tem rápida ação: em apenas 8 horas mata pulgas e em 12, carrapatos. Isso garante eficácia logo no início do tratamento, que se mantém até o final das 12 semanas. Bravecto quebra o ciclo de vida da pulga, acabando com ovos e controlando o ambiente, e reduz o risco também da transmissão de doenças, como a Erliquiose e a Babesiose, transmitidas pelo Rhipicephalus sanguineus, importante carrapato encontrado no Brasil e transmissor dessas patologias.

Sobre a MSD Saúde Animal

Hoje a Merck (conhecida como MSD fora dos Estados Unidos e do Canadá) é a líder mundial em assistência à saúde, trabalhando para ajudar o mundo a viver bem.  A MSD Animal Health, conhecida no Brasil como MSD Saúde Animal e nos Estados Unidos e Canadá como Merck Animal Health, é a unidade de negócios global de saúde animal da Merck.  A MSD Saúde Animal oferece a veterinários, fazendeiros, proprietários de animais de estimação e governos a mais ampla variedade de produtos farmacêuticos veterinários, vacinas e soluções e serviços de gerenciamento de saúde.  A MSD Saúde Animal se dedica a preservar e melhorar a saúde, o bem estar e o desempenho dos animais, investindo extensivamente em recursos de pesquisa e desenvolvimento amplos e dinâmicos e em uma rede de suprimentos global e moderna.  A MSD Saúde Animal está presente em mais de 50 países, enquanto seus produtos estão disponíveis em 150 mercados.  Para mais informações, visite www.msd-saude-animal.com.br.

Fan page no Facebook: www.facebook.com/msdsaudeanimal

Twitter: www.twitter.com/msdsaudeanimalFoto Bravecto

Evento Agita Saude em parceria com o Rotary Club Saúde, conscientizando sobre a leishmaniose.

AGITA SAUDE

A campanha participou junto ao Rotary-Saúde do Agita Saúde, evento importante para os moradores do bairro da Saúde na zona sul de São Paulo,  convidados pelo Rotary, estivemos lá em parceria com os laboratórios MSD Saude Animal e Hertape-Calier. Unidos na ação, pudemos conscientizar as pessoas sobre a leishmaniose, grave doença de saúde pública que assola várias regiões do nosso país.

OAB e Cão Sem Dono junto a campanha..Unidos para conscientizar e prevenir

No dia 6 de setembro, a campanha Diga Não à Leishmaniose esteve no Parque da Independência para mais uma ação de conscientização sobre a essa grave doença.

Junto a OAB – Comissão de Proteção e Defesa Animal do Ipiranga e também a ONG Cão sem Dono; 4 cães foram adotados e seus donos conscientizados sobre a doença e os cuidados de uma adoção e posse responsável.
Vale lembrar que nos dias 20 e 21 de setembro, a campanha estará em mais dois eventos informando a população sobre a doença.

No dia 21 estaremos junto ao Rotary Saúde, no evento “AGITA SAÚDE”, NO BAIRRO DA SAÚDE. o EVENTO SERÁ O DIA TODO E LÁ INFORMAREMOS MAIS PESSOAS.
O lema da campanha é “Unidos somos muito mais fortes!”, sem a união de esforços nunca chegaremos longe….Se cada um fizer a sua parte, teremos, com certeza, algo melhor em prol de todos, cães e humanos!!..#ficadica #leishmaniosemata #leishmanioseurbana #prevenir #conscientizar

 

STF Garante Tratamento de Cães com Leishmaniose

Como se trata de uma correspondência geral, passo a responder a indagações, de forma geral e ampla. Ou seja, esclarecemos que propusemos, em 18 de setembro de 2008, contra a Portaria Interministerial n. 1.426, de 11 de julho de 2008, expedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Ministério da Saúde.

Obtivemos o provimento do recurso de Apelação no Colendo Tribunal Federal de Recursos da 3ª. Região, o qual considerou ilegal a Portaria em foco e, consequentemente, retirou-a do mundo jurídico desde então.

A União ingressou com três recursos, sendo: Embargos Infringentes e dois Pedidos de Suspensão de Liminar, um para o Superior Tribunal de Justiça (indeferido), e outro para o Supremo, igualmente indeferido, o qual, nos fundamentos de seu indeferimento reforça a tese de que o sacrifício dos cães constitui uma pratica cruel, que a politica pública deve ser revista com o apoio de cientistas e de médicos veterinários.

Diz mais, que a Portaria afronta ao comando constitucional ( art. 225 da CF).
Após a decisão da Cautelar, que tinha natureza Preparatória, ingressamos com nova ação, a qual igualmente recebeu liminar suspendendo a eficácia da Portaria Interministerial. Nesse novo processo, houve oposição de Recurso de Agravo de Instrumento onde o Juiz Convocado Leonel Ferreira, entendeu, de forma exótica e atécnica, pelo restauro da eficácia da Portaria. Porém, esta decisão não pode ser aplicada , uma vez suspensa em razão da oposição de Recuso de Embargos de Declaração com efeitos Infringentes.

Logo, a Portaria está com sua eficácia suspensa.

Por estar suspensa e em razão da maior Corte de Justiça do Brasil, de diretriz constitucional, ter referendado a decisão da Ação Cautelar que suspendeu a portaria em questão, os veterinários estão aparelhados a ministrar tratamento nos cães infectados.

Sem mais, informo que estão sendo sacrificados 6.000.000 (seis milhões) de cães por ano, no solo Brasileiro, o que é um crime contra a humanidade.
Em anexo a decisão do Ministro Joaquim Barbosa presidente do Supremo.

Arquivos importantes nos links abaixo:

- Portaria de Instauração de Procedimento Administrativo
- Recomendação
- A Questão da LV Canina em BH
- Suspensão de Liminar 677 São Paulo

Dr. Wagner Leão

Sobre a Leishmaniose nos links abaixo

SEMANA NACIONAL DE CONTROLE E COMBATE Á LEISHMANIOSE, ITUTINGA NADA!!!

Diário Oficial da União a lei que institui a Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose. A comemoração será anual, na semana que incluir o dia 10 de agosto.

O objetivo é estimular ações educativas e preventivas e promover debates sobre as políticas públicas de vigilância e controle da leishmaniose. A iniciativa também deve apoiar atividades da sociedade civil e difundir os avanços técnico-científicos relacionados à prevenção e ao combate à doença.
EM LAVRAS FOI REALIZADO NO DIA 17 AGOSTO, EM ITUTINGA NADA NADA NADA…
JÁ QUE NÃO FIZERAM O OBSERVATÓRIO FAZ, POIS ESSA DOENÇA É MUITO PERIGOSA!!
O CONTROLE DESTA DOENÇA DEPENDE DE TODOS NÓS, INCLUSIVE DE VOCÊ
A leishmaniose é uma das seis doenças tropicais de maior relevância mundial e ocupa o segundo lugar, depois da malária, entre as infecções por protozoários que acometem os seres humanos, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
 Tem evolução crônica e, se não tratada, pode levar à morte em até 90% dos casos.
COMO ESSA DOENÇA É TRANSMITIDA?
O parasito é encontrado no sangue, vísceras e pele de cães que estão acometidos pela doença e é transmitido aos humanos pela picada de um inseto, também chamado de mosquito-palha. O inseto pica o animal doente, adquire o parasito e ao picar um humano ou outro cão sadio, transmite a doença.
Tem evolução crônica e, se não tratada, pode levar à morte em até 90% dos casos.
QUAIS OS SINTOMAS?
 
HUMANOS: Febre durante muitos dias, perda de apetite, emagrecimento, barriga inchada, fraqueza e anemia.
CÃES: Desânimo, fraqueza, perda de apetite e peso, feridas na pele(focinho, orelha, cauda e patas), crescimento exagerado das unhas, perda de pelo e barriga inchada.
COMO PREVENIR?
Manter a casa e o quintal limpos, embalar muito bem o lixo e não jogar lixos em terrenos baldios, evitar o acúmulo de matéria orgânica com restos de comida(folhas de árvores e fezes de animal), colocar telas na residência e no abrigo dos cães, usar no cão produtos repelentes do inseto, com coleiras impregnadas com Deltametrina, evitar passear com o cão de seis horas da tarde ás seis horas da manhã(horário de atividade do mosquito).
TEM TRATAMENTO?
Para HUMANOS o tratamento é oferecido pelo Sistema Único de Saúde(SUS) e deve ser procurado assim que observados os sintomas.
Para os cães o tratamento é PROIBIDO,  de acordo com o decreto n. 51.838 de 1963
ATENÇÃO, NÃO TRATE O SEU CÃO SE ELE ESTIVER COM LEISHMANIOSE  VISCERAL.
O TRATAMENTO DESSES CÃES, ALÉM DE SER ILEGAL, COLOCA EM RISCO A SAÚDE DA SUA FAMÍLIA, DE SUA COMUNIDADE E DOS OUTROS CÃES, INFELIZMENTE RECOMENDA-SE A EUTANÁSIA.
Estive na tenda e colhi várias informações, foram disponibilizados 100(cem) teste rápido para detectar a doença, e o tempo que estive acompanhando, foram detectados essa patologia em 2(dois) cães. Essa campanha é do governo com a participação de todos os municípios por isso se chama SEMANA NACIONAL,  ITUTINGA como sempre atrasada esse ano não vai ter, essa é aadministração da secretária de saúde de ITUTINGA, QUE ATÉ HOJE NÃO SABE O CARGO QUE OCUPA!!!
Fonte: UFLA, VIGILÂNCIA AMBIENTAL, NEP(NÚCLEO DE ESTUDOS EM PARASITOLOGIA), FOTOS DA INTERNET, DIÁRIO OFICIAL.

 

Entrevista da Revista Conexão PET

Araçatuba

Mulher de 59 anos é diagnosticada com leishmaniose
em Araçatuba
Nota da Santa Casa revela que a paciente está em estado grave e foi internada na segunda-feira
DA REDAÇÃO, KAIO ESTEVES – ARAÇATUBA
Pacientes foram internados na Santa Casa de Araçatuba

Uma mulher de 59 anos teve diagnóstico positivo para o caso de leishmaniose e está internada em estado grave na Santa Casa de Araçatuba. A informação foi divulgada na manhã de ontem (27) pela assessoria de imprensa do hospital.A mulher foi internada nesta segunda-feira (25) e, após apresentar sintomas da doença, o caso foi confirmado – o sexto registrado em Araçatuba neste ano.

Quatro casos foram diagnosticados em crianças com menos de cinco anos. Nenhum óbito em decorrência da leishmaniose foi registrado até agora no município.

CHOQUELUCHE E MENINGITE

A assessoria da Santa Casa também informou que aguarda resultado de exame de sorologia de duas crianças de um e dois meses de vida, residentes de Birigui e Valparaíso, que foram internadas no hospital com suspeita de coqueluche. Também há um caso de uma criança de oito meses com caso confirmado de meningite viral. O quadro clínico é estável.

A DOENÇA
Coqueluche é uma doença bacteriana altamente contagiosa que causa tosse incontrolável e violenta. A tosse pode dificultar a respiração. Um som profundo de respiração difícil pode ser ouvido quando o paciente tenta tomar fôlego.

A doença é uma infecção respiratória do trato superior causada pela bactéria Bordetella pertussis ou Bordetella parapertussis . É uma doença grave que pode causar incapacidade permanente em crianças e até mesmo a morte. Quando um indivíduo infectado espirra ou tosse, pequenas gotículas contendo bactérias se espalham pelo ar, e a doença é facilmente transmitida de pessoa para pessoa.

A infecção dura, geralmente, 6 semanas. O Ministério da Saúde orienta que todas as pessoas que tiveram contato com alguém com suspeita da doença tomem a vacina
.

Exames comprovam que cão não era portador de leishmaniose

Em julho, o Jornal da Manhã trouxe a história do proprietário de cachorrinha da raça shih-tzu, uma fêmea de quatro anos, que deu entrada no canil do Centro de Controle de Endemias e Zoonoses, buscando eutanásia. Ela teria sido encaminhada pelo Hospital Veterinário de Uberaba, onde recebeu diagnóstico positivo para leishmaniose, após exame sorológico. No entanto, três novos exames confirmam que o animal nunca foi portador da doença, que não tem cura.
À época, o veterinário do Centro de Zoonoses, Renato César de Almeida Delfini, afirmou que, conforme portaria federal nº 1.426, de 2008, e decreto municipal nº 1.909, de 1999, para animais com diagnóstico para leishmaniose o tratamento é ineficaz, sendo que a exigência do Ministério da Saúde é eutanasiar animais com exame positivo e sintomas clínicos. Porém, decisão do STF sobre o assunto diz que a aplicação da lei deve se dar após a realização de pelo menos dois exames laboratoriais confirmando a doença.
O veterinário do Centro de Zoonoses acusou a chefe do setor de negar a eutanásia no caso. Karina Helena Martins, entretanto, diz que não se negou a realizar o procedimento. Ela alega ter apenas orientado o tutor do animal de que são necessários dois resultados positivos para a realização da eutanásia, bem como informou a opção do tratamento do animal, que seria por toda a vida.
Embora exame do Hospital Veterinário de Uberaba tenha dado positivo, três outros resultados de testes realizados em laboratórios de Belo Horizonte foram apresentados pelo proprietário ao Departamento de Controle de Zoonoses. O dono do animal não poupou esforços e procurou até mesmo um dos exames mais caros que existem para comprovar o diagnóstico. Trata-se de exame que pesquisa a presença de anticorpos para leishmaniose através de material coletado da medula óssea do animal. Em ambas as técnicas os resultados deram negativo. “Por pouco um animal saudável foi eutanasiado no Centro de Zoonoses por falta de conhecimento por parte do veterinário”, afirma a chefe do canil, Karina Martins.
A advogada da Supra, Lourdes Machado, encaminhou ofício à Prefeitura Municipal solicitando a abertura de procedimento administrativo contra a atuação do funcionário do Centro de Zoonoses neste caso específico.

Parasita da leishmaniose deixa mosquito mais forte

Parasita da leishmaniose deixa mosquito mais forte

Campanha realiza palestra em na OAB de São Paulo

 Pulverizar informações sobre o controle da doença é objetivo do encontro, promovido em parceria com a MSD Saúde Animal, em São Paulo

A Campanha nacional “Diga Não à Leishmaniose” promoveu no dia 14 de julho, em São Paulo, a palestra ‘A Leishmaniose no Brasil’, ministrado pelo médico veterinário e gerente Técnico da MSD Saúde Animal (São Paulo/SP), Andrei Nascimento. O evento, que ocorreu na Casa do Advogado Ipiranga, tem como objetivo conscientizar a população sobre a gravidade da leishmaniose visceral canina, doença de saúde pública e considerada uma zoonose de alta letalidade.
Segundo Nascimento, a cidade de São Paulo ainda não é considerada endêmica pelas autoridades, apesar dos muitos casos caninos diagnosticados e dos vários municípios ao redor, como, por exemplo, Cotia, Itapecerica da Serra, Embú, entre outros, com alta prevalência canina. “Por isso, é de extrema importância que as pessoas adotem medidas preventivas, como, por exemplo, o uso das coleiras impregnadas com Deltametrina a 4% (Scalibor) nos cães para evitar que os mesmos sejam picados e se tornem fontes de infecção, para o ser humano, no meio urbano”, ressalta.
A coordenadora do projeto, Marli Pó, trabalhou como assessora de Clodovil por muitos anos e idealizou a campanha em 2005, após ver o sofrimento do estilista quando seus cães foram infectados pela doença em Ubatuba. O único que se salvou, na época, foi o Grande Otelo, símbolo da campanha.
leishmaniose é transmitida, principalmente, por meio da picada de um inseto conhecido popularmente como “mosquito palha”. O cão tem um importante papel na manutenção da doença no ambiente urbano visto que pode permanecer sem sintomas mesmo estando doente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), aleishmaniose visceral registra anualmente 500 mil novos casos humanos no mundo com 59 mil óbitos. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% das ocorrências. Na América Latina, ela já foi detectada em 12 países e, destes, cerca de 90% dos casos acontecem no Brasil, onde, em média, 3.800 pessoas são infectadas e o número de óbitos é de aproximadamente 200, anualmente.
Doença
Cães e humanos são vítimas da doença
- A leishmaniose visceral é uma doença fatal para os cães;
- Em humanos, se não tratada, pode levar à morte em até 90 % dos casos;
- Cerca de 3.800 novos casos são diagnosticados todos os anos no Brasil;
- A doença é transmitida pela fêmea do inseto. Ao picar cães infectados ela se infecta e, posteriormente, pica os humanos, transmitindo a doença;
Quando os cães adoecem apresentam principalmente os seguintes sintomas:
- Apatia;
- Lesões de pele;
- Queda de pelos, inicialmente ao redor dos olhos e nas orelhas;
- Emagrecimento;
- Crescimento anormal das unhas.
Os cães podem ficar infectados por vários anos sem apresentar sintomas clínicos. Estes cães são fontes de infecção para o inseto transmissor e, portanto, um risco à saúde de todos. A única forma de detectar a infecção nestes animais é por meio de exames de laboratório específicos.
Ajude a combater a leishmaniose
- Não deixe seu cão solto nas ruas;
- Mantenha-o sempre com a coleira à base de deltametrina;
- Mantenha o seu quintal limpo para evitar procriação do inseto ;
- Consulte um Médico Veterinário regularmente;
- Saiba mais sobre leishmaniose no site www.scalibor.com.br  e www.diganaoaleishmaniose.com.br
leishmaniose_visceral_canina

Leishmaniose, artistas apoiam a causa.

Nico Puig sobre choro após demissão: “Vergonha por não ter me superado”

Primeiro eliminado do “Aprendiz Celebridade” fala ao iG sobre sua reação na saída do reality e se diz aliviado: “Estou gostando muito mais de assistir do lado de fora”

Nico Puig se emociona ao ser demitido do ‘Aprendiz Celebridades’. Foto: Antonio Chahestian / Divulgação / TV Record
1/5
Nico Puig esteve longe da TV desde 2011. Um pouco – ou muito -, por opção. Depois de finalizar seus trabalhos na novela “Amor e Revolução”, do SBT, o ator negou, por duas vezes, o convite para participar do reality “A Fazenda”, da Record. “O que me impediu de fato, mesmo ficando envaidecido com o convite, é o fato de passar três meses tomando banho de sunga. Não comprei o ‘meu’ em três vezes sem acréscimo. Preciso higienizar direitinho. Isso iria me deixar muito agoniado. E essa coisa de dividir quarto também. Já fui da fase de acampamento, tenho ótimas lembranças, então não quero estragá-las”, explicou Nico durante visita à redação do iG, em São Paulo.
Edu Moraes

Nico Puig

 

Enquanto negava os convites, Nico participava do primeiro musical de sua carreira, o “Café Cabaret”, se dedicava a seu trabalho como artista plástico e seguia como padrinho do projeto “Diga Não à Leishmaniose”.
Isso antes de repensar sua participação em realities e aceitar integrar a equipe do “Aprendiz Celebridades”, da Record. Desta vez, ele disse sim.
“Eu acho que o ‘Aprendiz’ tem um embasamento que me instiga. O fato de ser uma zona que não é a minha de conforto… Tem também minha admiração por esse mercado empresarial, e eu muito ouvia falar de Roberto Justus na minha casa. A admiração que tenho por ele como empresário, comunicador, cantor, escritor… Gente, ele me abre um leque de opções”, afirmou Nico, que apesar da empolgação para disputar o prêmio de 1 milhão de reais, foi o primeiro eliminado do jogo. “O fato de eu ter sido demitido por ele dentro do jogo não me desmerece. Só me abre a possibilidade de ter tido contato com ele (Roberto Justus) e quem sabe um dia ele lembrar de meu nome para algum musical ou alguma coisa que a gente possa trocar figurinhas”, afirmou.
“Eu não sou a personagem bad boy, eu não sou os vilões, os estupradores, os drogados”.
Lágrimas
Na ocasião da demissão, Nico ficou bastante emocionado, mas nega ter chorado. “Revi a cena por diversas vezes. Me vi com a voz embargada, que é a mesma coisa, afinal”, analisa, reforçando a admiração por Justus. “Sou um cara que trabalha com reciclagem, sou ator, escrevo contos e poemas… como não vou admirar esse cara?”.
As lágrimas – ou apenas emoção – também foram por outro motivo. “É um pouco de vergonha, também, de não poder ter me superado dentro daquela tarefa mesmo achando que eu fiz bem e que existiram outros motivos para minha demissão de fato”.
A sensação de fracasso desapareceu na manhã seguinte, quando participou do programa “Hoje em Dia”, na mesma emissora, logo após sua demissão. “Acho que o maior alívio que senti foi quando saí cabisbaixo , envergonhado, e comecei a encontrar algumas pessoas e elas mostraram que, com prêmio ou sem prêmio, eu era vencedor para elas”, explicou Nico sem conter as lágrimas novamente.
“Isso me aliviou de fato. No dia seguinte, eu estava em um programa matinal da Record e eu percebi que eu estava ao lado de um humorista incrível e me diverti com ele. Nesse momento, falei: ‘que bom, passou’”.
Demissão
Eu sei o que Justus procura no programa: o que dá ibope”
Nico elogiou a forma como Justus o demitiu. O ator afirmou que o apresentador foi bastante polido em seu discurso. “Para mim, o que veio de pérolas de delicadezas foi um plus, um ganho. Eu estava esperando uma porrada maior. Até porque quando fui convidado para fazer o programa, eu sabia do que se tratava. Eu sei o que ele procura no programa: o que dá ibope”.
Nico considera que este foi seu maior erro na atração: não ser polêmico. Mas não se arrepende. “Eu não sou a personagem bad boy, eu não sou os vilões, os estupradores, os drogados”, falou em referência aos personagens que interpretou nas novelas e que fizeram com que muitos o comparassem a esse perfil. Uma vontade do ator, aliás, é fazer um mocinho nas tramas, um personagem do bem, longe de um estereótipo criado ao longo de sua carreira e iniciado na novela “Olho por Olho”, nos anos 1990, quando viveu o paranormal Fred.
“Também não sou santo. Sou uma pessoa temperada, tenho sangue catalão. Mas procuro cada dia fazer o meu melhor, tratar o outro como quero ser tratado. Então, de certa forma, eu achei legal, saí bem, saí feliz . Se eu não fui a personagem que eles gostariam que eu fosse, que a imagem que a televisão criou, desculpa, mas eu não sou aquilo. Eu sou o Nico. E o Nico é coração mole, sim”, explicou o ator.
O maior alívio que eu tive foi quando eu saí cabisbaixo , envergonhado, e algumas pessoas me mostraram que, com prêmio ou sem prêmio, eu era vencedor para elas”
Nico ainda ressaltou que o prêmio final faria muita diferença em sua vida, embora ele reconheça que muita gente diz que ele tem uma boa situação financeira antes mesmo de ele ingressar na TV, em 1988, quando apresentava o programa “Revistinha”, na TV Cultura. Antes disso, aos 15 anos de idade, buscava oportunidades em produtoras para fazer alguns “bicos” na TV. Na mesma época, saiu de casa e foi morar sozinho.
“Um milhão faz uma diferença absurda na vida do Nico. Porém, não paga o mal estar que eu teria se eu fosse um cara contra a minha ideologia. Eu preciso, antes de qualquer coisa, honrar o meu mundo. Minha felicidade não está no dinheiro. O dinheiro me daria conforto, segurança, tranquilidade. Mas a minha felicidade, isso não tem preço”.
O que também parece não ter preço para Nico é torcer pelos antigos concorrentes de reality, mas longe do confinamento. “Estou gostando muito mais de assistir do lado de fora (risos). Ninguém me proíbe de fumar…”, concluiu Nico, que não tem ainda uma torcida definida.

Diga Não à Leishmaniose. Entrevista com o ator Nico Puig, fala sobre sua relação com a campanha.